A Bíblia King James

bibenkjv1611
King James, 1611

Em meados do século XVI, o desejo de conhecer os ensinamentos das Escrituras começou a se espalhar pela Europa; Mas isso começou quase dois séculos antes, por volta de 1380, quando o teólogo reformador John Wycliffe, despertou o interesse das pessoas que falavam inglês com uma tradução da Bíblia a partir do latim, por causa disso, nos dois séculos seguintes, seus seguidores, conhecidos como padres lolardos, distribuíram partes da Bíblia escritas à mão por todo o país.

Em 1525, a tradução inglesa do Novo Testamento traduzida pelo teólogo William Tyndale foi outro marco, pois fora feita a partir do grego original. Em 1534, o Rei Henrique VIII havia cortado relações com Roma e tomado uma decisão estratégica para fortalecer sua posição como chefe da Igreja da Inglaterra, o rei autorizou uma tradução da Bíblia para o inglês, que ficou conhecida como A Bíblia dos Bispos. Impressa em 1568, era composta de um grande volume em tipo gótico negrito.

Puritanos e outros Protestantes exilados de toda a Europa se estabeleceram em Genebra, na Suíça; Em 1560, a Bíblia de Genebra, a primeira Bíblia em inglês com letras mais fáceis de ler, foi produzida com capítulos divididos em versículos. Ela foi importada da Europa continental para a Inglaterra e rapidamente se tornou popular. Por fim, em 1576, a Bíblia de Genebra também foi impressa na Inglaterra, esta continha: mapas, referências cruzadas e extensas notas marginais que ajudavam a esclarecer o texto, porém suas notas irritaram alguns leitores porque criticavam o reinado humano e o papado.

O Início da Tradução (1603-1611)

O Rei James I, da Escócia, depois de assumir o trono da Inglaterra em 1603, aprovou imediatamente a produção de uma nova tradução da Bíblia, uma “Versão Autorizada”, ele determinou que ela deveria agradar a todas as pessoas por não incluir quaisquer notas e comentários ofensivos. Com o tempo, 47 eruditos divididos em seis grupos espalhados pela Inglaterra prepararam partes do texto. Fazendo uso do trabalho de Tyndale e Coverdale, da Bíblia dos Bispos, da Bíblia de Genebra e de manuscritos em hebraico (principalmente o Texto Massorético) e grego (Textus Receptus).

O próprio rei James era um erudito bíblico respeitado, e em reconhecimento à iniciativa do rei, a tradução tinha uma dedicatória “ao altíssimo e poderoso príncipe James”. Essa tradução foi vista como um esforço do rei James, chefe da Igreja Anglicana, para unificar a Igreja e o Estado, com isso, o clero ficou feliz em receber das mãos de seu rei uma Bíblia “oficialmente escolhida para ser lida nas igrejas”. Mas permanecia uma dúvida: como o povo receberia essa nova tradução?

Os tradutores, no prefácio original, revelaram seus receios quanto a se essa nova tradução seria aceita. Mas a Versão King James foi bem recebida, mesmo que tenha levado uns 30 anos para tomar o lugar da Bíblia de Genebra no coração do povo.

Segundo o livro The Bible and the Anglo-Saxon People (A Bíblia e o Povo Anglo-Saxão), nessa época, a Versão King James se tornou a versão oficial e foi amplamente aceita “por sua alta qualidade”. The Cambridge History of the Bible (História da Bíblia, de Cambridge) conclui: “Seu texto adquiriu uma santidade apropriadamente atribuída apenas à voz direta de Deus; para multidões de cristãos que falam inglês parece quase uma blasfêmia interferir nas palavras da Versão King James.”  

Se torna a versão consagrada das Escrituras (1611- Até Hoje)

Os primeiros colonizadores da Inglaterra que foram para a América do Norte levaram a Bíblia de Genebra. Mais tarde, porém, a Versão King James ganhou grande aceitação na América. À medida que o Império Britânico se expandia pelo mundo, os missionários protestantes difundiam seu uso. Visto que muitos dos que traduziam a Bíblia nos idiomas locais não estavam familiarizados com o hebraico e o grego bíblicos, a Versão King James se tornou a base para essas traduções locais.

Hoje, de acordo com a Biblioteca Britânica, “a Versão King James permanece como o texto da língua inglesa mais amplamente publicado”. Algumas estimativas revelam que mais de 1Bilhão de exemplares dessa versão foram impressos no mundo todo! Sem dúvida, a Versão King James  não é só uma obra-prima literária, apreciada e valorizada por sua beleza de expressão sem igual, mas é a Palavra do DEUS VIVO!

==================

http://www.kingjamesbibleonline.org/

https://www.wordproject.org/bibles/parallel/j/portuguese.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s